Menu

Bate-Estaca relembra treino com Joanna e elogia campeã: "coração bom"

11 de Maio de 2017

Joanna Jedrzejczyk e Jéssica Andrade se enfrentam no próximo sábado (13), na segunda luta principal do UFC 211, mas já se conhecem há algum tempo. Isso porque até poucos meses atrás, as atletas tinham as carreiras gerenciadas pelo mesmo empresário, o que inclusive culminou em alguns encontros entre elas quando a brasileira ainda era do peso-galo.

Mais UFC 211: Dois brasileiros, dois cinturõesBate-Estaca a um passo do paraíso | Jessica encontra Joanna nos bastidores | 'Papai' Cigano quer coroar boa fase | Miocic pode criar legado | Cinco motivos para não perder | Campeã prega respeito | A dupla jornada de Miocic | Quem vai parar Joanna Jedrzejczyk? | A dura missão de Junior Cigano | Treinador de Miocic analisa revanche | As 5 maiores lutas de Miocic | TOP 10: maiores lutas de Cigano

"Ela é uma pessoa muito legal, sempre a vi como uma alguém de coração bom", relembra "Bate-Estaca" em conversa com a reportagem do UFC Brasil. "Ela me deu luvas e roupas, sempre quis ajudar. A gente fez um treino de submission e deu para sentir a força dela. Na época eu lutava no 61kg, mas já estava baixando de peso e ela estava em off. Sempre respeitei a Joanna, sempre gostei muito dela, mas quando baixei de categoria sabia que ia encontrar com ela, e chegou a hora".


CLIQUE AQUI e garanta já seu ingresso para o UFC 212, no Rio de Janeiro


Muito se especula sobre qual foi a reação de Joanna ao saber que a colega baixaria para a sua categoria de peso e, por consequência, correria atrás de seu cinturão. Pelo lado da brasileira, no entanto, o clima amistoso fora do octógono não será afetado pelo o que acontecer dentro dele.

"No começo acho que para ela era mais estranho. Eu já estou acostumada a lutar com meninas da mesma equipe porque nosso time tem muitas filiais e muitas vezes a gente acabava se encontrando em campeonato. A amizade não deixa de estar ali. Entrar lá e lutar é nossa profissão, e fora é nossa vida normal. Não sei como seria para ela, mas para mim é tranquilo. O meu respeito e minha educação sempre serão iguais", disse.

O respeito impera, mas a confiança de Bate-Estaca na vitória neste sábado (13) também é grande.

"Eu nunca subestimo as minhas adversárias, e muito menos ela, porque não é à toa que ela está ali. Mas sei que posso sair com a vitória. Sei que sou tão forte quanto ela, que tenho tanta vontade quanto ela, e tenho velocidade e gás. Vai ser uma luta difícil para mim? Vai, mas vai ser mais ainda para ela, porque eu tenho que mostrar que quem quer mais sou eu", afirmou.

O UFC 211 será transmitido ao vivo pelo Canal Combate a partir das 18h45 (horário de Brasília). Assine e não perca! 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC