Menu

Aldo, Do Bronx e Cowboy: o trio brasileiro do UFC 218

27 de Novembro de 2017

O UFC 218, evento que acontece neste sábado (2), em Detroit, nos Estados Unidos, será liderado pela disputa entre Max Holloway e Jose Aldo, em revanche pelo cinturão dos pesos-pena.

E além do ex-campeão, que busca retomar o posto que foi seu por anos, outros dois atletas brasileiros entrarão em ação no evento, com duelos igualmente difíceis e essenciais para seus respectivos futuros no octógono. Confira um pouco sobre cada um deles.

Mais UFC 218: As promessas do eventoAldo encara revanche com "nova visão" | Confira o card completo

José Aldo

Ex-detentor do cinturão dos penas e considerado um dos maiores lutadores de todos os tempos, José Aldo fará revanche imediata com o novo campeão, Max Holloway, substituindo o desafiante original, Frankie Edgar, que deixou o card devido a uma lesão.

O brasileiro estava escalado para enfrentar Ricardo Lamas no dia 16 de dezembro, no Canadá, e abraçou a oportunidade da revanche confiante de que poderá retomar o cinturão que foi seu por praticamente seis anos.

Para isso, no entanto, Aldo terá que frear o excelente momento do havaiano, que conquistou contra o brasileiro, em junho, sua 11ª vitória consecutiva, e quer agora oficializar sua primeira defesa de cinturão.

Charles Oliveira

Voltando ao peso-leve após mais de cinco anos frequentando o ranking dos penas, Charles “Do Bronx” Oliveira finalizou Will Brooks no último mês de abril, conquistando bônus de Performance da Noite no UFC 210.

Para dar sequência ao momento, ele medirá forças com Paul Felder em busca de consolidação na divisão até 70kg.

O norte-americano de 33 anos é especialista na trocação e venceu quatro de suas últimas cinco lutas, incluindo dois nocautes em 2017 sobre Alessandro Ricci e Stevie Ray.

Alex Oliveira

Com o mesmo sobrenome, mas sem grau de parentesco, Alex “Cowboy” completa o trio de brasileiros em ação na noite deste sábado. O embalado carioca tenta ampliar sua sequência invicta para seis lutas e enfrenta Yancy Medeiros em Detroit.

Em sua última apresentação no último mês de julho, Cowboy nocauteou Ryan LaFlare, performance que lhe rendeu o 15º lugar no ranking da divisão dos meio-médios.

Já Medeiros quer usar o brasileiro como porta de entrada na lista, e está invicto desde que migrou para a categoria até 77kg em setembro de 2016, tendo finalizado Sean Spencer e nocauteado Erick Silva neste período.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube