Menu

José Aldo fala sobre cinturão, futuro e legado

27 de Julho de 2018

Aos 31 anos, o brasileiro José Aldo é sem dúvida um dos atletas mais consagrados que já pisaram no octógono do Ultimate. Primeiro campeão dos penas, detentor do cinturão por sete lutas, nocautes avassaladores e muitas histórias para contar.

Neste sábado, ele volta ao octógono para enfrentar Jeremy Stephens na segunda luta mais importantes do UFC Calgary. Depois de onze lutas no Ultimate, será a primeira vez que ele fará um duelo de três rounds – e a também a estreia no octógono sem valer um cinturão.

Com tanta bagagem no mundo na luta, é normal que José Aldo já pense em aposentaria. Antes de oficializar qualquer coisa, ele ainda tem algumas lutas para fazer no Ultimate, mas o tom já começa a parecer como uma despedida.
Mais UFC Calgary: Nicolau quer "soltar magias"Enquete: Aldo x StephensOs números de Aldo e StephensMotivos para verDois brasileiros em açãoConfira o card completo

“Quero ser lembrado como uma pessoa que tinha um sonho e conseguiu vencer suas batalhas. Espero que minha história possa incentivar novos atletas e pessoas normais também, para que elas trabalhem bastante e não passem por cima de ninguém”, disse Aldo.

Concentrado apenas na luta deste sábado, José Aldo evita falar sobre cinturão e os próximos desafios, mas é inevitável pensar que um lutador que ficou tantos anos com o título não o queria conquistar mais uma vez. Mesmo sem confirmar, o brasileiro admite que espera disputar o título mais uma vez.

“Preciso vencer a próxima luta, é meu principal objetivo. Depois tenho uma grande oportunidade de disputar o cinturão interino contra o Brian Ortega. A categoria está delicada, por tudo que aconteceu com o Max Holloway. A gente não sabe quando e se ele vai contar, é uma situação complicada”, disse Aldo, lembrando que o campeão Holloway foi retirado da sua última luta por um problema de saúde.

Apesar de ter conquistado tudo que podia na carreira, o ex-campeão explicou que sua maior motivação para continuar lutando é o sentindo da vitória e a possibilidade de conquistar o título. Aldo sabe que no dia em que perder o orgulho de vencer, se isso acontecer mesmo, chegou a hora de aposentar as luvas.

O UFC Calgary será transmitido pelo Canal Combate a partir de 16h45 deste sábado. Além de José Aldo contra Jeremy Stephens, o Brasil será representado por Matheus Nicolau, nos galos, que entra no octógono contra Dustin Ortiz.