Menu

Kelvin Gastelum supera Jacaré em luta emocionante no UFC 224

12 de Maio de 2018

Foi uma verdadeira batalha, mas o norte-americano Kelvin Gastelum continuou sua excelente campanha no peso-médio ao superar Ronaldo Jacaré por decisão dividida dos jurados no UFC 224.

Mais UFC 224: Lyoto nocauteia VitorResultados do card preliminar

O combate não começou nada bem para Gastelum, que sofreu com o jiu-jítsu afiado do brasileiro no primeiro round. Jacaré levou a luta para o chão e chegou a montar em Gastelum e esboçar uma chave de braço que por pouco não encaixou.

Já o segundo assalto foi melhor para Kelvin, que parecia melhor condicionado fisicamente em relação ao brasileiro e passou a ditar o ritmo do combate, conseguindo inclusive aplicar um knockdown.

O terceiro round foi de puro coração de ambos os lados. Esgotados após 10 minutos de ação ininterrupta, Gastelum e Jacaré praticamente aboliram o uso da guarda e passaram a trocar golpes de maneira franca. O brasileiro conseguiu derrubar o norte-americano em duas oportunidades, mas não o manteve no chão por muito tempo.

No fim, dois juízes viram vitória de Gastelum, que, ao vencer o então segundo colocado no ranking dos médios, não hesitou em pedir uma disputa de cinturão.

“Espero que seja o próximo na fila pelo título”, disse, “Se não for, estou pronto para qualquer um, mas sinto que o vencedor desta luta deve lutar com o vencedor de Whittaker e Romero”.

Mackenzie mostra mãos quentes e vence rápido

Conhecida sempre por sua carreira vitoriosa no jiu-jítsu, Mackenzie Dern usou a oportunidade de lutar pela primeira vez na frente de seu pai, a lenda da arte suave Wellington “Megaton” Dias para exibir outra faceta de seu jogo. A brasileira/norte-americana aplicou um knockdown com uma bomba de direita em Amanda Cooper ainda no primeiro round e aproveitou a oportunidade para montar, pegar as costas e encerrar o combate voltando às raízes, com um justo mata-leão. Mackenzie conquistou a sétima vitória de sua carreira e manteve sua invencibilidade.

“Mãos de Pedra” funcionam mais uma vez

John Lineker disse em entrevistas antes do UFC 224 que estava com saudades de vencer por nocaute - seu último havia sido em julho de 2016. Dito e feito. O paranaense foi impecável no duelo contra Brian Kelleher, usando seu estilo ofensivo para acuar o norte-americano desde o início e conectando uma série de golpes contundentes. Kelleher resistiu o quanto pôde, e até teve bons momentos no terceiro assalto, particularmente quando escapou de uma guilhotina e teve algum tempo para trabalhar o ground and pound no brasileiro. Mas Lineker se levantou para definir o combate, e com uma esquerda fatal resolveu o duelo. “Quero o cinturão. Meu objetivo é ser campeão e eu vou ser campeão”, disse o paranaense, atual sexto colocado no ranking do peso-galo, e que vem de oito vitórias em suas últimas nove lutas.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube