Menu

Pedro Munhoz, Carcacinha e Sheymon vencem no card preliminar do UFC 227

04 de Agosto de 2018

A noite de sábado começou boa para os brasileiros no UFC 227. Os três atletas do país que entraram em ação no card preliminar do evento - Pedro Munhoz, Ricardo Ramos e Sheymon Moraes - saíram vitoriosos.

O primeiro a subir no Octógono foi Sheymon, que após seu primeiro camp de treinamentos completo para lutar no Ultimate, buscava se redimir da derrota para Zabit Magomedsharipov em sua estreia na organização e conseguiu, superando Matt Sayles por decisão unânime.

“Estou muito feliz de ter minha primeira vitória no UFC. Isso significa muito para mim por causa das dificuldades que tenho atravessado. Tenho um bebê novo e passei por um divórcio. Tive a luta com Zabit (Magomedsharipov) e perdi. Então conseguir isso significa muito para mim”, desabafou o niteroiense após a vitória, “Isso me mostra que esse é o meu lugar. Vivo aqui em Los Angeles agora e tudo o que faço é treinar para ser o melhor que eu puder. Meu oponente era um cara muito duro. Ele não me deu muito espaço e eu também não dei a ele. Foi uma luta divertida. Nos acertamos muito forte. Agora, quero passar um tempo com meu filho e segunda-feira estarei de volta à academia. Estarei estudando o que fiz certo e errado; onde posso melhorar. Voltarei ainda melhor e continuarei dando um show para os fãs”.

Carcacinha embala a terceira seguida

Após um nocaute espetacular com uma cotovelada giratória sobre Aiemann Zahabi em sua última luta, a expectativa estava alta sobre o peso-galo Ricardo Carcacinha. E apesar de o brasileiro não ter sido capaz de finalizar o duelo, ele conseguiu uma suada vitória sobre o duro Kyung Ho Kang, por decisão dividida, chegando ao seu terceiro triunfo em três lutas no Ultimate.

“Meu plano era ir lá e vencê-lo no primeiro round, mas ele era muito duro. Eu estava conectando golpes duros, mas não consegui nocauteá-lo”, disse Ricardo, “Eu fiquei surpreso, mas no UFC todos os caras são duros e você precisa continuar pressionando para fazer seu trabalho. Para minha próxima luta, gostaria de enfrentar o Sean O’Malley. Acho que ambos somos caras que estão chegando e precisamos provar que pertencemos a essa divisão. Acho que seria uma luta inteligente e muito divertida para os fãs”.

Pedro Munhoz sobra e volta às vitórias

Conhecido principalmente por seu jiu-jítsu afiado, Pedro Munhoz mostrou o melhor de sua trocação para superar o resistente galês Brett Johns. Com grande volume de golpes e chutes potentes, o paulista castigou o oponente em pé, conseguiu três knockdowns - recorde da divisão em uma única luta - e, com a vitória por decisão unânime se reabilitou do revés para John Dodson em seu último combate.

“Me sinto incrível. Vivi aqui na Califórnia por sete anos e deu para ouvir o público me apoiando e torcendo por mim. É uma sensação incrível. Fizemos uma grande luta e uma luta dura", disse Pedro, "Eu fiquei muito surpreso por não conseguir finalizar após machucá-lo seriamente algumas vezes, mas o Brett Johns é um cara muito duro. Ele é um verdadeiro guerreiro e foi um prazer enfrentá-lo. A seguir para mim, quero um cara do topo para me provar. Sou o número nove agora e adoraria enfrentar o Aljamain Sterling. Estamos próximos nos rankings e vamos dar um show para todos”.

Confira todos os resultados do card preliminar do UFC 227:

Pedro Munhoz venceu Brett Johns por decisão unânime (30-26, 29-28, 29-27);

Ricky Simon venceu Montel Jackson por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28);

Ricardo Ramos venceu Kyung Ho Kang por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28);

Sheymon Moraes venceu Matt Sayles por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);

Alex Perez venceu Jose Torres por nocaute aos 3m36s do 1º round;

Weili Zhang venceu Danielle Taylor por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);

Marlon Vera venceu Wuliji Buren por nocaute técnico aos 4m53s do 2º round.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube