Menu

Os quatro desafios de José Aldo na revanche do UFC 218

29 de Novembro de 2017

O brasileiro José Aldo fará uma das lutas mais importantes da sua vida neste sábado (2), em Detroit, Estados Unidos, quando enfrenta o campeão Max Holloway - que o venceu por nocaute no terceiro round do UFC 212, em junho. Listamos os quatro principais desafios que o manauara terá quando entrar no octógono do UFC 218.
Mais UFC 218: As principais lutasO trio brasileiro do eventoAldo encara revanche com "nova visão"Raio-x com treinadoresAssine o CombateSiga o canal do UFC no YouTube

Além de José Aldo, o evento deste sábado contará com os brasileiros Alex Cowboy e Charles Oliveira. Todas as lutas serão transmitidas AO VIVO pelo Canal Combate.

1) Vencer Holloway (esse é o mais claro)
O primeiro desafio é o mais lógico. Para se tornar campeão dos penas mais uma vez, José Aldo precisa vencer o atual dono do cinturão Max Holloway. Como muito tem se falado nos últimos dias, o brasileiro já confirmou que espera chutar mais no segundo duelo, coisa que não aconteceu no primeiro por causa de uma lesão. Vale lembrar que Aldo venceu os dois primeiros rounds contra Holloway, mas não conseguiu manter o ritmo no terceiro assalto e foi nocauteado. Desta vez, o brasileiro garante que a história vai ser diferente e a vitória é questão de tempo.


2) Estigma da revanche imediata
Bj Penn, Frankie Edgar, Anderson Silva... A lista de ex-campeões que perderam seus títulos e logo na sequência também foram derrotados nas respectivas revanches é recheada de grandes e importantes nomes. Em contrapartida, atletas como Cain Velasquez e Georges St-Pierre não ganharam revanches imediatas, mas conseguiram reconquistar o cinturão depois de algumas vitórias. Aldo precisa repetir o feito do ex-campeão Randy Couture, que em 2004 perdeu para Vitor Belfort, mas conseguiu recuperar o cinturão já na luta seguinte.

3) Mostrar que está motivado
Quem acompanha de perto a carreira de José Aldo sabe que o brasileiro já repetiu diversas vezes que não estava tão empolgado para entrar no octógono nas suas últimas apresentações. Mesmo quando venceu, o brasileiro não lembrava aquele lutador agressivo que dava show e estávamos acostumados a ver no começo da carreira. Para o duelo de sábado, Aldo foi treinar boxe nos Estados Unidos, ficou feliz em saber que terá uma nova chance de ser campeão e vem afirmando que está mais motivado que nunca.

4) Primeira vez como corner azul
José Aldo estreou no Ultimate já como campeão e venceu Mark Hominick na primeira luta, em 2011. O brasileiro seguiu como dono dominante da categoria e sempre entrou no octógono como favorito. Ele perdeu para Conor McgGregor no UFC 194, em 2015, mas na sequência enfrentou Frankie Edgar como melhor ranqueado entre os penas. Neste sábado, será a primeira vez que Aldo enfrentará primeiro que seu adversário na pesagem e no dia da luta.