Menu

Raio-X: José Aldo x Jeremy Stephens

30 de Julho de 2018

A segunda luta principal do UFC Calgary teve um gostinho de redenção. José Aldo nocauteou Jeremy Stephens no primeiro round e ganhou o prêmio de Performance da Noite. Foi a primeira vez que Aldo liquidou um combate desde 2013, quando venceu o "Zumbi Coreano" Chan Sung Jung por nocaute técnico na quarta edição do UFC Rio.

Nesta edição do Raio-X, vamos avaliar os números da vitória de Aldo na cidade canadense.

Trocação pura

A luta durou apenas 4m18s, e fora os derradeiros golpes aplicados pelo brasileiro no ground and pound (12, especificamente), o combate basicamente não teve nenhum aspecto de grappling. É isso mesmo: 0 tentativas de quedas, e 0 tentativas de finalização.

Mais UFC CalgaryRaio-X: Poirier x AlvarezFatos para a história | Personalidades comentam triunfo de Aldo | Os vencedores dos bônusTodos os resultados

 

Aproveitamento

Em pé, apesar de terem tentado um número semelhante de golpes, Stephens e Aldo mostraram diferença considerável na precisão. O norte-americano conectou 20 de 60 strikes significativos, um aproveitamento de 33%, enquanto o brasileiro acertou 29 de 63 golpes - uma precisão de 46%.

Alvo

Aldo entrou nesta luta com a postura que veio usando em seus duelos mais recentes: menos chutes nas pernas dos oponentes, mais boxe. Ao todo, foram 5 chutes desferidos nos membros inferiores de Stephens, e 21 golpes conectados na cabeça do oponente.

O início do fim foi um preciso gancho de esquerda que o "rei do Rio" usou para machucar o adversário. O strike foi um de três golpes que o brasileiro acertou no torso de Stephens. 

Foi assim que aquele, ainda hoje chamado de "campeão do povo", voltou ao caminho das vitórias e pediu um combate contra Brian Ortega para trilhar um novo caminho ao cinturão. 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube