Menu

Raio-x: treinadores analisam duelo entre Cris Cyborg e Holly Holm no UFC 219

27 de Dezembro de 2017

Quem está acompanhando os dias que antecedem o duelo entra a campeã Cris Cyborg e a desafiante Holly Holm no UFC 219, neste sábado, já deve ter escutado diversas análises, mas a mais comum é: a brasileira é muito agressiva, mas a norte-americana tem um estilo de jogo que pode surpreender.

Mas o que isso quer dizer? Basicamente, muita gente acredita que Holly Holm pode vencer por ser canhota, ter um retrospecto como campeã de boxe e um chute muito difícil de ser percebido antes de ser atingido - Ronda Rousey que o diga. Conversamos com os treinadores das duas atletas para tentar entender um pouco do que está em jogo.
Mais UFC 219: Cyborg desembarca com sua gata | Barboza não teme wrestling de Khabib | Cyborg ignora pressão e vê "mais um treino" | As promessas do UFC 219 | Assine o Canal Combate 

"Temos estilo de luta e condicionamento físico para vencer essa luta. A Holly é uma lutadora canhota e perfeita para acabar com a invencibilidade da Cyborg no Ultimate", disse Roberto Alencar, conhecido como Tussa, treinador de jiu-jitsu da norte-americana.

Se Holly Holm tem armas para vencer, Cris Cyborg está todos os dias na academia treinando para seguir campeã do Ultimate. Segundo o seu treinador Jason Parillo, a brasileira é uma das lutadoras mais preparadas da atualidade. 

"A Cris Cyborg tem habilidades para vencer essa luta em qualquer área. Ela pode vencer com a mão, com o pé, com jiu-jitsu, com o wrestling. Sabemos que Holly Holm trabalha mais com contragolpes, que vai esperar a Cyborg agir para atacar, mas estamos trabalhando e bem preparados para todo tipo de ação".

Na última luta, quando nocauteou Tonya Evinger no terceiro round e conquistou o cinturão, Cris Cyborg disse que entrou mais calma no octógono por conta da estratégia e dos treinos que vinha fazendo na academia. Para Parillo, a brasileira consegue alinhar agressividade, violência e inteligência de uma forma incrível.

Ela sabe controlar a agressividade, não chega lá e faz tudo aquilo sem pensar, cegamente. A Cyborg tem uma incrível visão de luta, sabe controlar o seu instinto de violência perfeitamente. Além disso, tem um reflexo sensacional e consegue enxergar muito rapidamente a melhor forma de vencer a luta”.

Outra coisa que os fãs de luta também estão debatendo bastante é como Holly Holm nocauteou Ronda Rousey no UFC 193 com um lindo chute na cabeça e chocou o mundo naquela noite. Será que ela pode repetir o feito e surpreender mais uma vez neste sábado? Seu outro treinador de jiu-jitsu, Rafael Freitas, o Barata, tem certeza que sim.

"A Holly Holm sempre se destaca em circunstâncias difíceis. Recebemos essa oportunidade para chocar o mundo mais uma vez, e é isso que vamos fazer no sábado à noite", disse Freitas.