Menu

Top 5: as melhores lutas envolvendo brasileiros no UFC em 2017

01 de Janeiro de 2018

Chegamos ao fim de 2017 e, com isso, é hora de fazer uma retrospectiva sobre o ano dos brasileiros no octógono. Aqui, vamos listar as melhores lutas envolvendo atletas do país na última temporada.

UFC Belém: Cadastre-se e saiba tudo sobre o evento

Rafael dos Anjos x Robbie Lawler



O duelo de ex-campeões na luta principal do UFC Winnipeg correspondeu às expectativas ao mesmo tempo em que foi surpreendente. Ela correspondeu às expectativas por ter sido uma verdadeira batalha de 25 minutos, repleta de técnica, resiliência e tensão. Mas foi surpreendente pelo domínio exercido pelo brasileiro, que venceu todos os rounds e se consolidou como uma das principais ameaças ao cinturão da categoria.

Renato Moicano x Brian Ortega



Renato Moicano e Brian Ortega mostraram por que estavam invictos e são considerados dois dos nomes mais promissores da divisão peso-pena na Luta da Noite do UFC 214, em julho. Após 10 minutos de ação ininterrupta e bons momentos de ambos os lados, eles chegaram possivelmente empatados ao terceiro round, que ia se desenhando favorável ao brasileiro até que ele foi pego pela famosa guilhotina do faixa-preta de jiu-jítsu norte-americano.

Jessica Andrade x Claudia Gadelha



À época do confronto entre as duas brasileiras, em setembro, tanto Jéssica, quanto Claudinha, haviam vencido todas suas adversárias na divisão peso-palha que não se chamavam Joanna Jedrzejczyk. E o resultado do duelo entre, possivelmente, as duas melhores atletas da categoria, além da campeã, foi a Luta da Noite do UFC Japão, vencida por Bate-Estaca por decisão unânime.

Elizeu Zaleski dos Santos x Lyman Good



Tudo o que a maioria dos fãs quer ao assistir uma luta é que os atletas não desperdicem tempo gastando força no corpo a corpo e invistam mais em seu ataque do que na defesa na luta em pé. Foi isso que Elizeu Capoeira e Lyman Good fizeram por 15 minutos no UFC Long Island, em julho, e por isso acabaram premiados com a Luta da Noite. Melhor ainda para o brasileiro, que saiu vitorioso em decisão dividida dos jurados.

Augusto Mendes x Frankie Saenz



Augusto Tanquinho chegou ao UFC em 2016 com a missão ingrata de encarar Cody Garbrandt, que se tornaria campeão dos pesos-galo meses depois de nocauteá-lo. A chance de redenção veio no primeiro evento de 2017, em janeiro, e o brasileiro não quis apenas vencer, como convencer, fazendo uma dinâmica Luta da Noite contra Frankie Saenz no UFC Phoenix, e conquistando, por decisão dividida, sua primeira vitória no octógono.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Baixe o aplicativo do UFC