Menu

UFC 231: Dois cinturões em jogo e seis brasileiros em ação

04 de Dezembro de 2018



No penúltimo evento numerado do Ultimate no ano, a expectativa é de muita emoção no octógono. Duas disputas de cinturão nas duas lutas principais, e um card recheado de brasileiros deixam a expectativa de que o UFC 231 tem tudo para ser um dos melhores eventos de 2018.

Na luta principal, o campeão dos penas Max Holloway encara uma difícil missão frente ao invicto Brian Ortega. "Não me importa se ele está invicto ou não. Eu sei como vencê-lo, e eu quero vencer todas as lutas", declarou Holloway.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube

"Eu trabalhei muito duro para estar aqui, para ganhar essa disputa de cinturão. Nós dois vencemos toda a divisão, então não há mais para onde correr. Ele precisa defender e eu preciso lutar pelo cinturão", rebateu Ortega.

No co-main event, um duelo definirá a nova campeã do peso-mosca feminino. Atual número um na divisão - que tem vago o cinturão -, Valentina Shevchenko terá pela frente ninguém menos do que a ex-campeã dos palhas, Joanna Jedrzejczyk. "Eu me sinto muito feliz e muito confortável lutando até 56,7 kg e tenho certeza que posso fazer uma grande apresentação". 

"Valentina é uma lutadora de Muay Thai muito experiente. Mas isso é a minha motivação diária para seguir treinando duro e confiante que posso vencê-la", disse Joanna.

Embalado com duas vitórias no ano, Alex Cowboy terá pela frente Gunnar Nelson na terceira luta mais importante do evento. Antes disso, Thiago Marreta, que fará a sua 5ª apresentação em 2018, enfrentará o inglês Jimi Manuwa, abrindo o card principal da noite.

Mais quatro brasileiros entram em ação no card preliminar: Claudia Gadelha, Gilbert Durinho, Dhiego Lima e Diego Ferreira. O Canal Combate fará a transmissão de todas as lutas Ao Vivo e com exclusividade, neste sábado (8).